O que vi da vida em Santiago

Post originalmente publicado em abril de 2011 no antigo endereço do Eu vou!

Depois de uma semana em Santiago, Chile, restaram muitas lembranças, mas algumas não cabem necessariamente em fotos. São o jeito do povo, as palavras em espanhol que marcaram a viagem, o clima da cidade

Idioma local

Os santiaguinos que conheci foram todos muito educados. Tanto é que a palavra que mais ouvi lá foi “permiso” (se fala com o “r” bem enrolado) e significa “com licença”. É tanto “permiso” que contagia. Eu estava no Free Shop de Santiago retornando ao Brasil e quase todos lá eram brasileiros fazendo compras, mas pediam licença falando  permiso!

euvou_Santiago 02

Outra palavra que serve para responder qualquer pergunta, mas com sentido afirmativo é “ya”! (a pronúncia está entre “iá” e “lhá”) É como dizer “sim, imediatamente”! Você faz um pedido no restaurante, o garçom diz ya, alguém atende o telefone ao seu lado e fala ya, você diz ao taxista onde quer ir e adivinhe como ele responde? Ya!!!! Acompanhado do “ya” tem sempre um balançado de cabeça no sentido afirmativo.

“Muy rico”! (com o “r” bem enrolado) é outra expressão que ouvi muito. Seria o mesmo que “muito gostoso” e eles usam para todas as comidas. Eu pedi um acompanhamento chamado “tomate chileno” em um restaurante e a atendente fez um muy rico que veio lá das entranhas. Eu pensei que iria comer uma coisa do outro mundo, mas era apenas tomate cortado com cebola. Ah, o curioso é que muy rica também pode ser usado para se referir às mulheres, assim como no Brasil.

Os espaços e o público

Santiago é cheia de parques urbanos e as pessoas gostam muito de frequentá-los. Morri de inveja. No Brasil percebo que muitas vezes as praças são lugar de marginalidade. As pessoas não usam tanto os espaços públicos. É por isso que fiquei besta quando caminhando pelos parques de Santiago vi tudo aquilo que tem em propaganda de condomínio feliz (menino brincando com os pais, cachorro correndo atrás de disco, pessoas fazendo exercícios e casais de namorados deitados na grama).

euvou_Santiago 01

Who let the dogs out?

Existem muitos cachorros soltos em Santiago e até que são bem cuidados. São tipo cachorros coletivos. Acho que todo mundo é meio dono deles. Aliás, cachorro lá se chama perro. A palavra cachorro é usada para qualquer filhote de mamífero, pelo que entendi. Esses perros ficam soltos pela cidade e acabam seguindo as pessoas. Tinha até Husky Siberiano solto na rua. Nosso cachorro em Santiago era preto com uma mancha branca. Ele nos acompanhou pelo da Providência até o hotel. Demos a ele o nome de Côngrio. Quem encontrar com ele por lá, por favor, mande lembranças.

euvou_Santiago 03

|Eu vou|Petter Dantas| 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s